«O Irão tem de tomar as decisões necessárias para resolver os problemas que persistem», salientam os dois líderes num comunicado, apelando a um acordo global de longo prazo.

A quatro dias da data marcada para chegar a um acordo, o chefe da diplomacia iraniana e diplomatas ocidentais reconheceram que as negociações entre Teerão e as grandes potências sobre o dossiê nuclear são «difíceis», como noticia a Lusa.