"Os dirigentes da organização terrorista internacional EI (proibida na Rússia) planeiam raptar cidadãos russos que estejam na Turquia", anunciou a agência.

"Os reféns podem ser levados para zonas controladas pelos combatentes (do EI) para execuções públicas ou para serem usados como 'escudos humanos'", acrescentou.