Pelo menos 17 pessoas, incluindo cinco crianças, morreram na quarta-feira em consequência do naufrágio de uma embarcação ilegal no sul do Bangladesh e um número indeterminado de passageiros permanecem desaparecidos, segundo fontes oficiais.

“Recuperámos 17 corpos em dois dias, incluindo os de cinco crianças. Quatro foram resgatadas com vida”, disse o chefe administrativo do distrito, Gazi Saifuzzaman.

O barco naufragou no rio Shandhya, em Barisal, a cerca de 500 quilómetros de Daca, com 60 pessoas a bordo, algumas das quais conseguiram chegar a terra a nado, pelo que as autoridades não sabem ao certo quantas estão desaparecidas.

A embarcação transportava passageiros de forma ilegal e levava gente a mais.

Os acidentes de barco são habituais no Bangladesh, um país atravessado por centenas de rios e afluentes, em que o transporte fluvial é um meio habitual de comunicação.