Um tribunal indonésio rejeitou esta segunda-feira o recurso apresentado por um homem francês, condenado à morte por crimes de droga, numa altura em que os advogados de defesa ponderam novos procedimentos.

“Rejeitamos o recurso do requerente”, disse o juiz presidente Ujang Abdullah no Tribunal Administrativo estatal, em Jacarta, sobre o recurso apresentado por Serge Atlaoui.


O advogado do homem de 51 anos contestou a recusa de clemência do Presidente indonésio, Joko Widodo, argumentando que o chefe de Estado não tinha analisado de forma apropriada o caso de Atlaoui.

Recorde-se que a França ameaçou com consequências "diplomáticas" caso o cidadão francês fosse executado por ordem judicial na Indonésia.

O Presidente de França advertiu mesmo que haveria consequências “diplomáticas” se o francês Serge Atlaoui fosse executado na Indonésia.

“Se ele (Serge Atlaoui) for executado, haverá consequências da França e da Europa, porque não podemos aceitar este tipo de execuções”, declarou à imprensa François Hollande, à margem de uma breve visita que fez a Baku, no Azerbaijão, referindo ainda que estas consequências serão essencialmente “diplomáticas”.