Cinco pessoas morreram, esta sexta-feira, na sequência de um tiroteio numa escola secundário em La Loche, Saskatchewan, Canadá, avança a agência Reuters, que cita o primeiro-ministro canadiano, Justin Pierre James Trudeau.

Além das vítimas mortais, a mesma fonte confirma a existência de duas pessoas feridas em estado grave. Justin Trudeau garantiu ainda que o suspeito pelo tiroteio foi detido e a situação já está controlada pelas autoridades.

O primeiro-ministro lamenta o sucedido que descreve como "o pior pesadelo para qualquer pai".

Pouco tempo antes, o presidente da Câmara local, Kevin Janvier, também tinha divulgado um comunicado a confirmar que "o suspeito do tiroteio estava detido e sob custódia das autoridades".

A escola foi cercada e as autoridades aconselharam os pais dos alunos a manterem-se afastados enquanto davam resposta ao "incidente em curso".

Uma escola primária vizinha também foi alvejada e os alunos ficaram no seu interior por precaução, informou um porta-voz da Real Polícia Montada do Canadá.

A própria escola publicou informação sobre o "incidente" na sua página de Facebook e deixou um apelo:

 
 

There is currently an emergency occurring at the Dene Building and we are asking the public to stay away while the...

Publicado por La Loche Community School - LLCS em  Sexta-feira, 22 de Janeiro de 2016


A CBC News, que cita uma enfermeira do hospital, avança que várias pessoas com ferimentos de balas estavam a receber tratamento. Contactado pela Reuters, o Hospital de La Loche escusou-se a confirmar a existência de feridos.

Teddy Clark, um chefe nativo local, afirmou ao jornal Star Phoenix que a comunidade “está devastada”. Ainda segundo esta fonte, apenas terá sido identificado um atirador e um aluno da escola estava sob custódia das autoridades. 

A escola com cerca de 900 alunos, dividida por dois edifícios, agrega crianças desde a creche ao 12º ano.

Brad Wall, o Ministro da Província, também divulgou uma declaração:
 

“Não tenho palavras para exprimir o meu choque e a minha tristeza perante os terríveis acontecimentos desta sexta-feira em La Loche. Os meus pensamentos e orações estão com as vítimas, as suas famílias, amigos e toda a comunidade”


O tiroteio ocorreu na cidade de la Loche, que tem 3.000 habitantes, e está localizada a 600 quilómeters a norte de Saskatoon.