Pelo menos três dezenas de imigrantes que procuram asilo chegaram a uma ilha da Micronésia enganados pelas máfias de traficantes de pessoas que asseguraram a entrada na Austrália a partir daquele território, revelou a imprensa local.

Os imigrantes, 34 no total, são oriundos da Índia e do Nepal, e chegaram terça-feira à pequena ilha de Yap, na Micronésia, entre o norte da ilha de Papua e o este das Filipinas, segundo relatos de um residente local à cadeia australiana ABC.

Os operadores do barco, de bandeira indonésia, comentaram, segundo o residente Phillipe Dor, australiano, que os traficantes garantiram aos imigrantes que poderiam atingir a costa australiana.

A pequena ilha de Yap dista do território australiano mais de 2.000 quilómetros e, para se chegar ao ponto mais próximo, teriam de atravessar as águas territoriais de vários países.

Milhares de indocumentados arriscam a vida anualmente em perigosas viagens de barco procurando atingir a Austrália.

As máfias de tráfico utilizam há anos a costa indonésia como ponto de lançamento dos imigrantes rumo à Austrália.