A empresa mineira Gold Reserve certificou uma mina de ouro venezuelana como a quarta maior do mundo, com reservas equivalentes a 54.300 milhões de euros, anunciou hoje o Governo da Venezuela.

A Gold Reserve acaba de certificar a quarta mina de ouro maior do mundo, uma pequena área de seis quilómetros por um quilómetro", disse o ministro venezuelano de Comunicação e Informação, em conferência de imprensa em Caracas.

Segundo Jorge Rodríguez, a mina certificada tem "uma reserva de 1.480 toneladas de ouro" e vai ser explorada em conjunto com aquela empresa, de origem canadiana, cabendo ao Estado 55% dos lucros e à Gold Reserve os restantes 45%."

Por outro lado, o governante explicou que a mina certificada faz parte do Arco Mineiro Orinoco, uma área de quase 112.000 quilómetros quadrados, no sudeste do país, onde existem reservas de cobre estimadas em 119.000 milhões de euros.

No Arco, segundo o ministro venezuelano, existem mais de 8.000 toneladas de ouro, que equivalem a 234.000 milhões de euros, e importantes reservas de diamante e coltan.

O Arco Mineiro é uma área atualmente explorada pelo Governo venezuelano, em conjunto com várias empresas internacionais, uma alternativa às receitas petrolíferas, que têm caído significativamente nos últimos anos, agravando a crise político-económica da Venezuela.