Uma portuguesa de 74 anos, da região de Lisboa, morreu no ataque de Barcelona, confirmou o secretário de Estado das Comunidades à TVI24. Há ainda uma rapariga de 20 anos desaparecida que acompanhava a idosa na viagem à Catalunha.

As portuguesas são familiares. A informação foi confirmada por António Costa que já contactou a família das portuguesas. 

Foi oficialmente confirmada a essência de uma cidadã portuguesa vítima mortal do atentado terrorista ontem ocorrido em Barcelona. Já tivemos oportunidade de contactar a família, a quem queria prestar aqui as nossas condolências. Estão a ser desenvolvidos esforços, pelas autoridades espanholas, todos os esforços para localizar a familiar que a acompanhava e que não está neste momento ainda localizada", afirmou.

O primeiro-ministro acrescentou ainda que, "obviamente, a morte de uma cidadã portuguesa neste atentado só reforça a dor que todos partilhávamos com o povo espanhol por este atentado".

Este atentado confirma que o terrorismo é uma ameaça global que pende sobre todos e sobre o qual temos de estar prevenidos", reiterou António Costa, acrescentando que não há informação de mais portugueses entre as vítimas.

Os ataques na Catalunha, fizeram pelo menos 19 mortos, entre vítimas e suspeitos abatidos. Foram já identificadas vítimas de várias nacionalidades.

A Polícia da Catalunha já deteve quatro pessoas por suposto envolvimento no ataque que foi entretanto reivindicado pelo Estado Islâmico.