Várias pessoas foram esfaqueadas na cidade de Turku, sudoeste da Finlândia. O ataque ocorreu na Praça do Mercado. A polícia confirmou, em conferência de imprensa, pelas 17:00 de Lisboa, que há dois mortos e seis feridos hospitalizados.

A polícia finlandesa indicou que disparou contra o suspeito, ferindo-o na perna, segundo a AP. Uma pessoa foi detida, sem que seja ainda claro se é ou não este indivíduo. 

A polícia está à procura eventuais suspeitos que tenham fugido.

Na conferência de imprensa que se seguiu ao ataque, as autoridades disseram que, em causa, está só um suspeito e que não se pode associar, pelo menos por agora, este incidente a terrorismo.

A imprensa local cita testemunhas que reportaram que ocorreram vários atos de violência em diferentes partes dessa praça e já há imagens em que se vê um cadáver coberto na rua. 

As testemunhas dizem que viram o atacante ferir o filho de uma senhora idosa, um jovem e outra idosa do outro lado da praça.

Há todo um aparato policial e também quatro a cinco ambulâncias no local. A área foi isolada, incluindo junto ao centro comercial Hansa. Também o centro comercial Mylly Raisio foi inspecionado.

Foi reforçada a segurança no aeroporto de Helsínquia e nas estações de comboio e metro. A polícia está a fiscalizar os transportes para ver todas as pessoas que entram e saem.

As autoridades estão a aconselhar as pessoas a deixarem o centro da cidade. 

Haverá conferência de imprensa sobre o que aconteceu às 17:00 de Lisboa, com a presença do ministro do Interior e do comissário nacional da polícia.