Uma explosão numa fábrica da BASF na Alemanha, nesta segunda-feira, causou um morto e seis feridos.

Uma explosão, cujas causas estão ainda por determinar, causou vários feridos na fábrica da BASF em Ludwigshafen", confirmou a multinacional alemã num primeiro comunicado.

Há ainda seis pessoas que estão desaparecidas, disse aos jornalistas o diretor pela fábrica alemã, Uwe Liebelt.

A explosão ocorreu cerca das 11:30 locais (10:30 em Portugal continental), na unidade de Ludwigshafen, junto ao Reno, na sede do gigante químico alemão. 

Ludwigshafen fica do outro lado do rio da cidade de Manheim e a cerca de 80 quilómetros a sudoeste de Frankfurt.

As causas estão já a ser investigadas, anunciou a BASF, que, todavia, adiantou que a explosão ocorreu num tubo usado para transportar químicos desde o porto até um tanque de depósito, onde são descarregados combustíveis líquidos como a nafta e o metanol.

Vamos fazer tudo ao nosso alcance para apurar o que aconteceu", assegurou Uwe Liebelt.

As autoridades competentes acorreram de imediato ao local e alertaram, desde logo, os residentes para se protegerem do fumo libertado na explosão, mantendo janelas e portas fechadas. A multinacional alemã informou, entretanto, que o fumo não é tóxico e que os habitantes não têm razões para se preocuparem.

Para o local foram destacados todos os serviços de emergência da região.

É possível avistar uma longa coluna de fumo negro sobre a fábrica, que parou a produção em 14 instalações por motivos de segurança.