O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, revelou esta sexta-feira que viu o cartão de crédito recusado num restaurante durante uma viagem a Nova Iorque. A situação embaraçosa já aconteceu em setembro, mas só agora Obama a tornou pública e ainda acrescentou que quem teve de pagar a conta foi a mulher, Michelle Obama.

«Deveria mencionar que fui a um restaurante em Nova Iorque, quando estava ali para a Assembleia Geral das Nações Unidas e meu cartão de crédito foi rejeitado», disse Obama no final de uma ação no Escritório de Proteção Financeira do Consumidor.

Uma das justificações encontradas por Obama, de acordo com a Agência EFE, o sistema provavelmente recusou o cartão «porque não o utilizo o suficiente», e pensaram que «havia alguma fraude envolvida».

No Escritório de Proteção Financeira do Consumidor, Obama assinou, esta sexta-feira, uma ordem executiva precisamente para reforçar as medidas de segurança nos cartões de crédito.