Pelo menos duas pessoas morreram e 39 ficaram feridas mal o tufão Nangka passou pelo sul e oeste do Japão. O fenómeno obrigou à retirada de milhares de pessoas e à suspensão de centenas de voos e ligações ferroviárias.

Este é o 11.º tufão da temporada. Tocou terra às 23:00 de quinta-feira (15:00 de quinta-feira em Lisboa) perto do cabo Muroto, na ilha de Shikoku, no sul do país.

Depois, deslocou-se em direção a noroeste, transportando fortes chuvas e ventos de mais de 160 quilómetros por hora.

As autoridades locais emitiram ordens de evacuação em cinco prefeituras do sul, oeste e centro do Japão, face ao risco de inundações e deslizamentos de terras, instando à retirada de cerca de 350 mil pessoas.

O 'poderoso' tufão está a deixar metade do Japão sob alerta. Por isso é que foi declarado  alerta vermelho meteorológico - o segundo nível de uma escala de três - em grande parte das prefeituras do sul, leste e centro do Japão.