Os Estados Unidos destacaram hoje quatro caças F-22 Raptor para a Coreia do Sul, numa nova demonstração de força frente à Coreia do Norte após o ensaio nuclear e de mísseis do regime liderado por Kim Jong-un.

Os caças de quinta geração, com tecnologia furtiva, voaram a baixa altitude sobre a base aérea de Osan, a aproximadamente 55 quilómetros a sul de Seul, pouco depois de serem enviados para o país asiático, informou a agência noticiosa sul-coreana Yonhap.

O destacamento dos quatro caças norte-americanos na Coreia do Sul constitui uma ação inusual com a qual, aparentemente, os aliados pretendem dar mostras da sua força após as recentes atitudes da Coreia do Norte.

O regime de Kim Jong-un realizou um ensaio nuclear a 06 de janeiro, e a 07 de fevereiro lançou um satélite espacial, uma ação fortemente contestada por Seul e Washington, que a comunidade internacional censurou, considerando-o um ensaio de mísseis balísticos encoberto, o que violaria as resoluções do Conselho de Segurança da ONU que, por isso, se prepara para anunciar novas sanções.

O F-22 Raptor, um caça de elevada importância estratégica para o exército norte-americano, possui as mais avançadas tecnologias e alta capacidade de ataque, sendo também dificilmente detetável nos radares.