Pelo menos 22 pessoas morreram, esta quarta-feira, quando duas mulheres se fizeram explodir durante a oração da manhã numa mesquita em Maiduguri, no nordeste da Nigéria, disseram elementos das equipas de socorro.

De acordo com a AP, uma das mulheres fez-se explodir dentro da mesquita enquanto a segunda esperou que os sobreviventes fugissem para o exterior para se fazer explodir, contou o coordenador do Grupo Vigilante, Abba Aji.

Por sua vez, uma fonte da agência de gestão de emergências do estado de Borno confirmou o ataque e adiantou que "até agora há 22 mortos confirmados e 35 feridos". O ataque ainda não foi reivindicado.

A mesquita encontra-se no reduto do Boko Haram, situado nos arredores de Umarari,a principal frente de combate dos rebeldes contra os militares nigerianos.

Nos últimos meses, vários bombistas suicidas têm-se feito explodir no país. O ataque desta quarta-feira é o primeiro ataque em Maiduguri desde 28 de dezembro, data em que o Boko Haram matou mais de 50 pessoas.