A epidemia de febre-amarela em Angola causou até ao momento 158 mortos, de um total de 986 casos suspeitos desde o início do surto, em dezembro de 2015.

O último boletim sobre a epidemia, publicado pelo Serviço Nacional de Saúde Pública, a que a agência Lusa teve hoje acesso, refere que nas últimas 48 horas foram registados 46 casos suspeitos, 37 dos quais em Luanda, o epicentro da epidemia, e sete óbitos, todos na capital angolana.

Dos 986 casos, a província de Luanda acumula um total de 749 casos, desde o início da epidemia, e 124 óbitos.