Mais de 150 mil pessoas foram mortas desde o início do conflito na Síria, em março de 2011, de acordo com um balanço hoje divulgado por uma organização não governamental síria.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), com sede em Londres, afirmou ter documentadas as mortes de 150.344 pessoas, das quais 51.212 são civis, incluindo perto de oito mil crianças.

De acordo com os números da organização, citados pela Lusa, morreram 37.781 combatentes pela oposição e 58.480 combatentes do lado do governo, incluindo 35 mil soldados.