O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, exigiu que se erradiquem as importações do país, informaram hoje os meios de comunicação social estatais, num apelo à autossuficiência face a um previsível impacto das sanções internacionais.

“Devemos erradicar, sem falta, a propensão para importar e estabelecer um fim definitivo” das importações, afirmou Kim, citado pela agência de notícias KCNA, num relatório sobre a sua recente visita a uma fábrica de veículos industriais e maquinaria agrícola, a primeira deslocação após a realização do congresso.

O líder norte-coreano manifestou a sua aposta pela total autossuficiência do país, após observar o funcionamento “altamente eficiente” dos tratores, autocarros e camiões de fabrico local, segundo a agência.

Esta declaração de Kim Jong-un surge numa altura marcada por um forte isolamento do regime após duras sanções comerciais impostas pela comunidade internacional e depois de ter sido eleito presidente do Partido dos Trabalhadores em congresso, o primeiro realizado em 36 anos.