O suspeito detido após o ataque ao autocarro da equipa do Borussia de Dortmund, na terça-feira, tem ligações ao Estado Islâmico, informou hoje o Ministério Público alemão.

No entanto, os procuradores fazem questão de sublinhar que, até ao momento, não têm qualquer prova do seu envolvimento no ataque.

O suspeito foi identificado como Abdul Beset A., tem 26 anos e é iraquiano. Foi emitido agora um mandado de detenção e o homem será presente a tribunal para um juiz avaliar o prolongamento da prisão preventiva.

O homem pertenceu ao Estado Islâmico no Iraque, tendo liderado uma unidade de 10 membros - envolvida em raptos, contrabando, extorsão e homicídios -, e chegou à Alemanha em 2016, via Turquia.

Já na Alemanha, o homem terá contactado outros membros do Estado Islâmico.

Três explosões perto do autocarro do Borussia de Dortmund, na terça-feira, antes do jogo com o Mónaco, que foi adiado para o dia seguinte, fizeram dois feridos: um jogador e um polícia.