O Haiti enfrenta uma crise humanitária que requer uma “resposta massiva” da comunidade internacional, com pelo menos 1,4 milhões de pessoas a precisar de ajuda após a passagem do furacão Matthew, disse segunda-feira o líder da ONU.

A tempestade matou pelo menos 372 pessoas no país, prevendo-se que o número suba significativamente quando as equipas de resgate conseguirem chegar a zonas que estavam inacessíveis.

O Matthew destruiu casas e fontes de água, e matou animais de criação.

Honduras vão enviar avião com ajuda

As Honduras vão enviar um avião com ajuda humanitária para os afetados pelo furacão Matthew no Haiti, onde morreram centenas de pessoas e centenas de milhares foram desalojados, anunciou o Presidente do país, na segunda-feira.

Juan Orlando Hernández, em conferência de imprensa, disse que tinha instruído o diretor da estatal Comissão Permanente de Contingências, Lisandro Rosales, para que hoje, terça-feira, seja enviada ajuda humanitária para o Haiti.

O avião vai transportar água engarrafada, medicamentos, mantas, conjuntos de higiene, arroz e roupa, entre outro tipo de assistência, especificou Hernández.