Uma pessoa morreu e 24 outras ficaram feridas hoje na sequência da explosão de uma bomba, que visou uma esquadra da polícia, no norte da península do Sinai, informaram fontes da segurança e da saúde egípcias.

O atentado, que ocorreu na capital provincial El-Arish, resultou na morte de um civil e em 24 polícias feridos.

O Sinai é, há anos, um foco de instabilidade mas, desde a deposição do Presidente egípcio Mohamed Mursi, em julho de 2013, na sequência de um golpe militar, os ataques contra as forças da ordem têm-se multiplicado.