Israel bombardeou, esta sexta-feira à noite, o Hamas na Faixa de Gaza. De acordo com a Reuters, há relatos de pelo menos 25 feridos causados pelo ataque da aviação de Telavive.

Segundo o ministro da Saúde palestiniano, entre os feridos há seis crianças.

O exército israelita afirma que realizaou os disparos num campo de treino militar e em resposta aos rockets disparados contra as cidades israelitas. O ataque consistiu em, pelo menos, três disparos, apesar de um deles ter sido interceptado pelas defesas anti-míssil e outro ter caído fora de zonas habitacionais. No entanto, o terceiro explodiu na cidade de Séderot e causou uma dezena de feridos.

De acordo com as testemunhas, a maioria dos feridos eram residentes de um prédio perto do campo.

Um palestiniano morreu hoje e dezenas de pessoas ficaram feridas, durante os protestos na Cisjordânia, Gaza e Jerusalém oriental, no âmbito do Dia da Ira. Trata-se da primeira vítima mortal durante as manifestações contra a decisão do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, revelada quarta-feira.