Um casal de leões devorou cinco cabeças de gado bovino e seis caprinos no interior da Beira, Sofala, centro de Moçambique, e está a causar pânico na população da região, disse hoje à Lusa a autoridade local.

Xavier Tualufo, chefe do posto administrativo de Nhangau, disse que há três semanas que os leões se instalaram na região, tendo matado uma cabeça de gado e dois cabritos. Já em Chinacondo, Dondo, seis cabritos e quatro bois foram mortos e comidos pelos leões.

«Não temos registo de danos humanos. Ontem realizámos cerimónias tradicionais para pedir sossego aos espíritos, mas também já fizemos uma comunicação aos serviços da agricultura, para o abate dos animais», adiantou Tualufo, que admite que os animais tenham fugido do parque de Gorongosa.

Contudo, a mesma fonte afirma que alguns habitantes da região, constituída maioritariamente por camponeses e carvoeiros, tem estado a deixar a zona sob receio de ataque, e novas formas de circulação foram adotadas.

«Os animais começaram a aparecer nas machambas (hortas) e isso começou a criar pânico na população que já pernoitava na casa do chefe da povoação. Agora, as pessoas já andam em grupo para evitar ataques», disse Xavier Tualufo.

A região de Nhangau faz fronteira com o distrito de Dondo, não muito distante do parque nacional da Gorongosa, um espaço que, depois de dizimado durante a guerra civil de 1976 a 1992, tem sido largamente repovoado por animais selvagens.