A projeção divulgada pela BBC, ITV e Sky News às 22:00, hora em que fecharam as urnas no Reino Unido, dá a vitória aos Conservadores de David Cameron:

Conservadores - 316 lugares
Trabalhistas - 239
SNP - 58 
Liberais Democratas - 10
UKIP - 2
Verdes - 2
Outros - 23


Segundo esta projeção, o Partido Conservador pode arrecadar 316 lugares no parlamento britânico, ainda mais 10 do que nas últimas eleições, em 2010.

Os Trabalhistas de Ed Miliband aparecem com 239 lugares, menos 19 do que em 2010. Se estes números se confirmarem, será a pior derrota do partido desde 1987.

No entanto, o secretário-geral do Partido Trabalhista escreveu no Twitter que acredita que esta projeção está errada.
 

Os Nacionalistas Escoceses (SNP) serão mesmo um dos vencedores da noite, se confirmarem os 58 lugares projetados. A Câmara dos Comuns tem 59 lugares destinados aos deputados eleitos nos círculos eleitorais da Escócia, o que significaria que o SNP só não conseguiria um.

A líder do partido, Nicola Sturgeon, já apelou à calma enquanto não há resultados finais.

 
Aos Liberais Democratas de Nick Clegg só são atribuídos 10 lugares, menos 47 do que nas últimas eleições. Poderão ser, portanto, um dos grandes derrotados da noite.

O UKIP de Nigel Farage fica com 2 lugares, assim como os Verdes, também segundo esta projeção, onde sobram ainda 23 lugares para os outros pequenos partidos.

O líder do UKIP acredita que, ao contrário do que desejava, até pode contribuir para a vitória de Cameron.


A confirmarem-se os números desta projeção, David Cameron e Nick Clegg podem reeditar a coligação de 2010 e assegurarão uma maioria exatamente com o menor número de deputados possível: 326.

Já o Partido Trabalhista de Miliband e o SNP, uma das hipóteses de coligação mais faladas durante a campanha, juntos só conseguem 297 lugares, o que não chega para uma maioria. 

Os resultados finais serão divulgados até sexta-feira ao final da manhã.