A espanhola Pilar Martínez não é filha de Salvador Dalí, de acordo com o teste de paternidade realizado no passado dia 23 de julho e cujo resultado foi divulgado nesta quarta-feira pela Fundação Gala-Salvador Dalí.

Os resultados obtidos permitem excluir Salvador Dalí como pai biológico de María Pilar Abel Martínez. Em nenhum momento houve qualquer indício de verdade neste pedido de paternidade", anunciou em comunicado a Fundação, gestora do património do pintor e, por isso, parte interessada.

A exumação do corpo do pintor catalão, que se encontrava sepultado na cripta do Teatro-Museo Dalí, no município de Figueres, em Girona, foi ordenada em junho por um tribunal de Madrid.

A Fundação Gala-Salvador Dalí sublinhou, ainda, a "inutilidade dos custos e prejuízos de todo o tipo" causados por esta decisão judicial "injustificada, inadequada e desproporcionada", sobre a qual "reserva o direito de eventuais ações".

Pilar, nascida em Figueres em 1956, alegava ser fruto de uma relação de Salvador Dalí com sua mãe, que conheceu em Cadaqués (Girona), quando esta trabalhava como empregada de uma família que passava temporadas naquela povoação.

A mãe de Pilar ter-lhe-á dito várias vezes que o seu pai era o pintor Salvador Dalí. Além disso, uma cuidadora da mãe de Pilar reconheceu que esta contava que manteve uma relação amorosa secreta com o pintor.

Pilar já se tinha submetido duas vezes a testes de paternidade, mas nunca conseguiu que os resultados lhe fossem entregues.

O primeiro teste foi feito num laboratório em San Sebastián de los Reyes (Madrid), em julho de 2007, com restos de pele e cabelos que estavam agarrados a uma máscara de gesso do pintor, que foi feita pouco depois de este morrer (Dalí morreu a 23 de janeiro de 1989) e chegou às mãos de Pilar.

O segundo teste foi feito em Paris, em dezembro de 2007, no escritório de Robert Descharnes, colaborador e biógrafo de Dalí, para comparar amostras de ADN de Pilar com material genético do pintor que Descharnes tinha em sua posse.

Caso se confirmasse a paternidade, Pilar passaria a deter parte dos direitos de autor de Salvador Dalí.

Pilar já reagiu à notícia, dizendo que não se esconde qualquer que seja o resultado, que nem ela nem o seu advogado conhecem oficialmente, disse ao El Mundo, prometendo uma conferência de imprensa.