Uma paciente que foi infetada pela estirpe altamente contagiosa H5N6 da gripe das aves morreu na cidade de Shenzhen, na província de Guangdong, no sul da China, informam esta terça-feira os ‘media’.

A paciente, de 26 anos, morreu na passada quarta-feira, dia 30, um dia depois de ter dado entrada no hospital, informou a autoridade de saúde de Shenzhen.

O Centro para o Controlo e Prevenção de Doenças da cidade informou na segunda-feira que a paciente, cuja condição foi reportada pela autoridade no dia 29 de dezembro, morreu na tarde do dia seguinte, indica o South China Morning Post, jornal da vizinha Hong Kong, no seu portal, citando outros ‘media’ locais.

A jovem, que terá sido infetada após contacto com aves de capoeira vivas num mercado, foi a primeira em Shenzhen e a quinta em todo o mundo a ser infetada com aquela estirpe da gripe das aves.

De acordo com a agência oficial chinesa Xinhua, a província de Guangdong registou, até ao momento, três casos de infeção por H5N6.

O primeiro caso de H5N6, que se revelaria mortal, foi reportado em maio de 2014, na província de Sichuan, no sudoeste da China.