Equipas de resgate recuperaram mais restos mortais dos passageiros do avião da EgyptAir que caiu no Mediterrâneo, informou no domingo uma comissão de investigação liderada por autoridades egípcias.

O navio de pesquisa “John Lethbridge”, da Companhia Deep Ocean Search, “recuperou todos os restos mortais que foram detetados no local da queda”, informou a comissão em comunicado.

Depois da entrega dos restos mortais em Alexandria, o navio vai regressar ao local da queda do avião para “realizar nova verificação completa do fundo do mar e procurar eventuais restos mortais”.

O avião da EgyptAir, um Airbus A320, caiu no mar a 19 de maio, quando fazia um voo de Paris com destino ao Cairo, causando a morte das 66 pessoas a bordo.

O avião transportava 40 egípcios, 15 franceses, dois iraquianos, dois canadianos, um português, um argelino, um belga, um britânico, um cidadão do Chade, um do Sudão e um da Arábia Saudita.