O Departamento de Estado norte-americano, que está a liderar as negociações com o governo cubano disse esta quarta-feira que a base naval americana de Guantanamo não está a ser dicutido.

«O caso de Guantanamo não está em cima da mesa das negociações», disse a porta-voz do gabinete do Departamento de Defesa, Roberta Jacobson, citada pela Reuters.


Esta informação contraria as declarações de Raul Castro, o chefe do governo cubano, quando, no mês passado disse que a normalização das relações diplomáticas entre os Estados Unidos e Cuba incluía precisamente a base de Guantanamo.

Considerado um episódio histórico para a história do século XXI, os dois países reataram relações ao fim de 50 anos, permitindo desde logo a circulação de familiares e o levantamento de alguns embargos a Cuba.