Bombeiros e serviços de emergência de Los Angeles continuavam a combater, na noite de sábado, um incêndio que deflagrou no dia anterior a norte daquela cidade da Califórnia, nos Estados Unidos, e que já consumiu mais de 2.000 hectares.

As chamas alastraram às montanhas Verdugo, uma zona natural a 30 quilómetros do centro de Los Angeles e muito próxima das cidades de Burbank e Glendale.

Segundo os bombeiros, apenas 10% do incêndio está controlado face às elevadas temperaturas registadas nos últimos dias no sul da Califórnia que, em muitos casos, superaram os 35 graus.

O presidente da Câmara de Los Angeles, Eric Garcetti, declarou o estado de emergência local e instruiu as autoridades para que "tomem as medidas necessárias para proteger vidas e propriedades" na área afetada.

A CNN escreve que este é já o maior incêndio de naquela zona.