O Tribunal Constitucional espanhol suspendeu, esta segunda-feira, por unanimidade, o processo de independência da Catalunha, aprovado pelo Parlamento da Comunidade autónoma na última quarta-feira.

A suspensão foi aprovada pelos onze magistrados do Tribunal Constitucional, que exigem agora explicações à presidente do Parlamento catalão, Carme Forcadell.

Com esta decisão, o tribunal dá o primeiro passo para adotar medidas como a imposição de multas ou a abertura de processos penais contra os responsáveis pela iniciativa.

A decisão permite ainda suspender as funções de Carme Forcadell, presidente do Parlamento da Catalunha, medida que já foi solicitada pelo governo espanhol.