Uma avalanche nos Alpes franceses fez pelo menos três mortos esta quarta-feira. Há ainda uma quarta pessoa num «estado de urgência absoluto», segundo o balanço feito às 18:30.

As informações oficiais dão conta que a avalanche foi desencadeada ao início da tarde no município de Pelvoux, em Ecrins, o maciço que faz parte dos Alpes Ocidentais, a 3.000 metros de altura.

O fenómeno natural apanhou um grupo de cerca de dez turistas estrangeiros. ​O autarca dos Hautes-Alpes, Pierre Besnard, deu conta inicialmente que seis dessas pessoas estavam em paragem cardíaca e duas ficaram feridas. Entretanto, três acabaram mesmo por morrer e uma quarta está em estado crítico.

O ministério do Interior francês, liderado por Bernard Cazeneuve, também já lamentou o sucedido no Twitter:
 
A tutela adianta que este ferido, cuja vida está em risco, foi transportado de helicóptero para o hospital de Grenoble.

A Météo France explicou já que «a neve acumulada é relativamente fraca nesta área» e que o que aconteceu está «relacionado com os distúrbios que ocorreram na noite de domingo para segunda-feira, altura em que caíram de 30 a 50 centímetros de neve, acompanhada por vento forte».

O centro de operações de socorro foi montado em Vallouise, que faz parte da região Provença-Alpes-Côte D'Azur. Há muitos bombeiros e equipas de resgate no local, incluindo cães. Foram, inclusive, mobilizados meios de cidades vizinhas. Os trabalhos estão a ser dificultados pelo vento de 80 km/hora que se faz sentir na zona.