O ministro das Finanças, Fernando Teixeira dos Santos, anunciou esta terça-feira que o Governo espera obter 1.215 milhões de euros em receitas com cobranças coerciva, menos 21 por cento do que o arrecadou em 2008, escreve a Lusa.

Na conferência de imprensa de apresentação do relatório de Combate à Fraude e Evasão Fiscal de 2008, o ministro das Finanças afirmou que «o objectivo [de cobranças coercivas] para 2009 é de 1.215 milhões de euros».

Em 2008, o objectivo estabelecido para essas cobranças tinha sido de 1.500 milhões de euros, tendo sido ultrapassado em 48 milhões.