A Interbrand publicou o seu estudo anual sobre as marcas mais valiosas do mundo e no top 100 figuram 15 marcas automóveis, cujo valor conjunto é estimado pela consultora em mais de 220 mil milhões de euros.

A empresa norte-americana chega a este número através das previsões financeiras de cada marca, a que junta os dados de analistas de todo o mundo quanto ao papel e à força da marca no respetivo ano; o que poderá fazer com que este número não coincida com o valor de mercado atual.

Jim Hostaal defende que esta diferença dos números assenta na abordagem holística da avaliação, uma vez que, com o aparecimento dos veículos autónomos, muitas das marcas foram obrigadas a reposicionar-se e a repensar a sua estratégia.

"A indústria está a braços com uma tremenda disrupção, desde a partilha de boleias até aos carros autónomos", afirma o responsável do departamento automóvel da Interbrand, citado pelo Business Insider: "As empresas de tecnologia são agora potenciais concorrentes e os construtores tradicionais estão genuinamente preocupados com o que o futuro irá trazer".

Os critérios para entrar nesta lista são um pouco apertados: a marca tem de ter presença em pelo menos três continentes, incluindo os mercados emergentes. Além disso, cerca de um terço das receitas anuais têm de vir de um país que não o de origem.

Marca Valor (em milhões de euros)
Toyota 42.665
Mercedes 40.576
BMW 35.230
Honda 19.257
Ford 11.576
Hyunday 11.194
Audi 10.201
Nissan 9.786
Volkswagen 9.776
Porsche 8.594
KIA 5.668
Land Rover 5.171
Mini 4.339
Ferrari 4.137
Tesla 3.401
Total 221.571

Recorde-se que a Honda, presente no quarto lugar desta classificação respeitante aos automóveis, também fabrica motos e motores, entre outros produtos, o que tem reflexo no valor da marca japonesa. Por outro lado, a Mini aparece no 13º lugar da tabela dos carros da lista da Interbrand, apesar de a marca integrar o Grupo BMW.

Finalmente, há outros fabricantes de veículos para além de automóveis que também estão na avaliação da consultora sobre as 100 marcas mais valiosas: a Harley-Davidson, icónica fabricante de motos; a Caterpillar, principalmente ligada aos veículos de construção, embora também conte, por exemplo, com uma linha de vestuário; e a John Deere, que se especializa em tratores e outros veículos agrícolas.

O estudo da Interbrand pode ser consultado aqui.