Com chutos e pontapés terminou a odisseia que marcou a noite de quinta-feira na cidade valenciana de Castellón. Só ao fim de uma perseguição automóvel típica de filmes, que mobilizou várias patrulhas, a polícia conseguiu deter o português. Sendo que dois agentes ainda ficaram com pequenos ferimentos.

Segundo um comunicado da polícia de Castellón, citado pelo jornal ABC, os agentes foram chamados ao fim da noite por residentes de um bairro. Queixavam-se por causa do barulho, gritos e distúrbios numa rua, provocados por um homem.

A polícia deslocou-se ao local e conseguiu falar com o homem. De forma agressiva e manifestamente alcoolizada, terá dito aos agentes que procurava quem o teria enganado com a venda de um carro, para recuperar o seu dinheiro.

Fúria ao volante

O homem, que na esquadra seria identificado como sendo um português de 43 anos, terá finalmente abandonado o local onde a polícia o inquiriu. Só que, minutos depois, os agentes viram-no numa outra rua, ao volante de um carro.

Com sirenes e sinais luminosos, os agentes tantaram com o seu carro patrulha tentaram parar o veículo do português. Sem sucesso. Acelerou, pôs-se em fuga, e começou a perseguição por várias ruas da localidade.

O carro do português passou por vários sinais vermelhos, andou em contra-mão e só foi detido com a ajuda de mais carros patrulha. Precisamente, quando chocou com uma dessas viaturas que ficou amolgada na parte da frente.

Foi então que a polícia tentou que o homem saísse do carro. Primeiro, recusou-se e quando foi obrigado à força, virou-se aos polícias e desferiu vários murros e pontapés, que atingiram dois dos agentes. Acabou por ser detido.