A Agência Aeroespacial do Japão (JAXA) detetou a presença de objetos junto à órbita do satélite Astro-H, que tem tido problemas em contactar, o que pode sinalizar que sofreu danos.

Através do radar e dos telescópios de um centro de observação e investigação de “lixo espacial” situado em Okayama (oeste do país), foi possível detetar a presença de dois objetos “em torno da órbita original do satélite”, explicou a JAXA num comunicado publicado esta quarta-feira.

Estes corpos poderiam ser fragmentos do Astro-H, com o qual a JAXA foi incapaz de comunicar no passado dia 26 quando estava previsto o início das suas operações.

O satélite Astro-H foi lançado a 17 de fevereiro para estudar os buracos negros e agrupamentos de galáxias.