Quatro homens foram acusados de planear um ataque à bomba na Alemanha, em nome da Al Qaeda, noticiou o site «Deutsche Welle», última quarta-feira.

Os detidos, com idades compreendidas entre os 21 e 32 anos, terão ligado para elementos do movimento terrorista na fronteira paquistanesa-afegã, o que lhes valerá penas bastante pesadas, uma vez que, nestes casos, a confissão de nada serve.

O Tribunal Regional de Düsseldorf já fez saber que neste momento o mais importante é saber o quão próximo era este grupo à Al Qaeda. Admite, também, que o ataque poderia ter sido o maior ataque terrosrista em solo alemão.

O grupo, que havia sido detido em abril do ano passado, só este ano é que foi acusado de ter ligações diretas à fronteira.

Para Rolf Tophoven, diretor do Instituto de Pesquisa do Terrorismo, fica claro que é mais uma prova de que «teriam acesso a toda a estrutura de Al Qeada».

O veredicto será conhecido no próximo mês de novembro.