Os dirigentes da Reserva Federal dos EUA que definem a política monetária da instituição admitiram na sua reunião de outubro que podem começar a reduzir os estímulos à economia nos próximos meses, revelam minutas da reunião hoje divulgadas.

O comité federal do mercado aberto (FOMC, na sigla em inglês) deixou intacto o programa de injeção mensal de liquidez nos mercados financeiros, através da compra de ativos financeiros, no montante de 85 mil milhões de dólares (63 mil milhões de euros), na sua reunião de 29 e 30 de outubro.

Mas os participantes na reunião realçaram que, se o mercado de trabalho continuasse a melhorar, o programa de estímulos à economia poderia começar a ser reduzido.

A bolsa de Wall Street tem estado entre os grandes beneficiários desta política, com a subida dos seus principais índices a traduzir-se em vários recordes, alguns em dias sucessivos.