A refinaria de Sines da Galp Energia entrou de novo em funcionamento no final da semana passada, alguns dias antes do prazo comunicado no dia 18 de Janeiro, após a conclusão da avaliação feita aos estragos provocados pelo incêndio registado no dia anterior na fábrica de utilidades.

Segundo o comunicado da empresa, na passada quarta-feira, o hydroskimmer, que produz gasóleo de alto teor de enxofre, GPL e Jet Fuel através da chamada destilação atmosférica, voltou a funcionar de forma normal.

Esta segunda-feira ficará concluída a instalação do novo quadro eléctrico que substitui o que foi destruído pelo incêndio e as restantes unidades seguir-se-ão de acordo com o plano definido há seis semanas.

As acções da Galp fecharam a sessão desta segunda-feira a cair 1,21 por cento para 8,64 euros.