Ainda assim, e segundo os dados ainda provisórios das autoridades alemãs, o défice da maior economia da Europa ficou duas décimas abaixo do inicialmente estimado, que apontava para os 3,9% do Produto Interno Bruto (PIB).

O desequilíbrio das contas públicas alemãs atingiu os 80.300 milhões de euros, sendo que as receitas se situaram em 953.600 milhões de euros no ano passado e as despesas em 1,03 mil milhões de euros.

Já em 2003 o défice orçamental alemão fora de 3,8% e em 2002 de 3,7%. Para este ano, no entanto, o Governo alemão espera reduzir o desequilíbrio das finanças públicas para 2,9% do PIB. Uma meta que o banco central do país já veio dizer ser possível.

Além do valor do défice público, hoje foi também conhecido que a economia alemã deverá ter crescido 1,6% no ano passado em vez dos 1,7% anteriormente previstos.