O presidente norte-americano, Barack Obama, solicitou esta sexta-feira ao Congresso um total de 42.700 milhões de dólares para o ano fiscal 2010, destinados a cobrir todos os aspectos da segurança nacional, incluindo um reforço da vigilância fronteiriça.

O pedido está inserido num resumo do projecto de Orçamento que Obama enviou para o Congresso. O documento completo será entregue em Abril, segundo a Casa Branca.

O pedido de Obama surge na altura em que a titular do Departamento de Segurança nacional, Janet Napolitano, ordenou uma revisão total da actuação das 22 agências que integram a sua agência federal, incluindo as relacionadas com as rusgas, detenção e deportação de imigrantes indocumentados.

Napolitano comprometeu-se a entregar ao Congresso um relatório completo sobre as alterações a realizar na política da agência.

2,6 milhões a mais

O número divulgado, que tem de receber o visto favorável do Congresso e está sujeito a modificações por parte do Legislativo, ultrapassa em 2,6 milhões de dólares o montante solicitado para o ano fiscal em curso.

A parte destinada à agência federal pretende cobrir os gastos com a segurança nos portos, o sistema de transporte, as fronteiras e a infra-estrutura do ciber-espaço nos sectores público e privado.

Vigilância nas fronteiras

Cerca de 523 milhões de dólares serão utilizados para fortalecer a vigilância nas fronteiras e fazer cumprir as leis migratórias no interior do país.

O Governo outorga 110 milhões de dólares para a expansão do controverso programa «E-Verify», que exige às empresas verificar o estatuto migratório dos seus empregados para que os «trabalhos norte-americanos estejam disponíveis aos cidadãos norte-americanos e a quem esteja autorizado a trabalhar nos Estados Unidos».

Do total de fundos, 50 milhões de dólares são destinados à criação de 15 equipas de resposta no seio da Administração de Segurança no Transporte (TSA) para aumentar a vigilância aleatória em diversos pontos críticos do sistema de transporte público.

64 milhões para modernizar a infra-estrutura

Também inclui 64 milhões de dólares para modernizar a infra-estrutura utilizada para revistar passageiros e funcionários.

Obama pede ainda 355 milhões de dólares para a segurança da infra-estrutura cibernética nos sectores público e privado, e 36 milhões para melhorar as tecnologias para detectar todo tipo de ameaças biológicas.

O orçamento do ano fiscal 2010 também prevê 260 milhões de dólares para fortalecer o sistema de informações nacional mediante a contratação de «milhares» de analistas a nível local e estatal.