O jornalista da TVI Júlio Magalhães, apontado como um dos possíveis nomes para substituir o director de Informação demissionário, João Maia Abreu, garante não ter recebido qualquer convite.

«Estou no Porto. Não fui contactado nem quero ser», disse ao «Correio da Manhã».

Júlio Magalhães disse, no entanto, à agência Lusa que lhe foi pedido para apresentar o Jornal de Sexta mas que, «por motivos pessoais», tal não lhe foi possível, uma vez que tinha compromissos no Porto.

Recorde-se que, na quinta-feira, a direcção de Informação da TVI, composta por João Maia Abreu, Mário Moura e Manuela Moura Guedes, demitiu-se em bloco, depois de a administração da estação ter decidido suspender o «Jornal Nacional de Sexta».

Depois de se demitir, Manuela Moura Guedes, que apresentava também o programa, afirmou que a sua equipa tinha pronta uma reportagem de investigação sobre o caso Freeport, com novos dados e documentação. A peça em causa, da autoria, entre outros, da jornalista Ana Leal, deverá ir para o ar esta sexta-feira.

Segundo afirmou a jornalista ao jornal, a reportagem «está a ser ultimada. Estou a preparar a peça e acredito que irá hoje para o ar».