O indicador de sentimento económico melhorou na zona euro e na União Europeia em novembro, mantendo a tendência observada desde maio, mas com alguma desaceleração, de acordo com os dados divulgados esta quinta-feira pela Comissão Europeia.

O indicador aumentou 0,8 pontos na zona euro (para os 98,5) e 0,4 pontos na União Europeia (para os 102,1), confirmando a desaceleração já observada em outubro, embora o indicador mantenha a tendência de crescimento desde maio.

Em outubro, entre os países que partilham a moeda única, o indicador de sentimento económico tinha aumentado 0,9 pontos (para os 97,8) e ao nível dos 28 Estados-membros tinha subido 1,1 pontos (para os 101,8).

Segundo os dados da Comissão, na zona euro este aumento assenta na melhoria da confiança nos setores industrial e de serviços.

Por outro lado, os índices de confiança baixaram nos setores do consumo e da construção.

O sentimento económico melhorou em quatro das cinco maiores economias da moeda única: Itália (1,9 pontos), Espanha (1,4), Holanda (1,3) e Alemanha (0,8), tendo piorado em França (-0,9 pontos).