O Ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, vai apresentar na quarta-feira, na reunião do Eurogrupo, o programa mais adequado para a Grécia, na perspetiva do seu governo, segundo a imprensa do país, que teve acesso a parte da proposta.

Segundo a imprensa, o ministro grego das Finanças apresentará um plano de «dez medidas», com quatro pontos essenciais já revelados. 
 
Segundo o jornal Kathimerini, Varoufakis quer acabar com 30% das medidas impostas no memorando da troika, substituindo-as por dez novas reformas a acordar com a OCDE. O governo grego defende ainda a revisão em baixa do superátiv primário (resultado positivo das receitas e despesas do executivo, excluindo os gastos com os juros) de 3% para 1,49% do PIB este ano.
 
Para o Governo grego o objetivo é reduzir a dívida pública através de um plano de troca de dívida e, ao mesmo tempo, implementar um plano de emergência para resolver a crise humanitária no país.
 
O governo grego tem reiterado que não aceita mais medidas de austeridade.

Em entrevista à estação de televisão «CNN» ontem, o ministro adiantou que o seu governo quer precisamente reformar a Grécia de forma profunda, para sair do círculo vicioso do acumular da dívida.