A Finnair vai começar a fazer a rota Lisboa-Helsínquia em 1 de junho e, ao contrário do que tinha previsto inicialmente, ficará a voar "o ano inteiro", disse um responsável da companhia aérea de bandeira finlandesa.

Javier Roig adiantou esta quarta-feira aos jornalistas na BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa, que começou na FIL em Lisboa, que as reservas - que já começaram - "estão a correr muito bem", lembrando que não são só os voos de Lisboa para capital finlandesa, mas estendendo a todos as ligações da companhia para o continente asiático, para o qual têm "19 destinos", nomeadamente para o Japão, China e Singapura.

"Não vamos fazer voos sazonais, mas regulares e o ano inteiro", afirmou, à margem da apresentação que a companhia fez aos agentes de viagens na BTL.

Em dezembro passado, o 'site' especializado 'Presstur' tinha noticiado que a companhia aérea, citando informação da APG que representa a companhia em Portugal, ia retomar as ligações entre Lisboa e Helsínquia em junho - com quatro voos semanais - e que entre 01 de agosto e 28 de outubro, as ligações passariam a diárias. Hoje, o responsável, anunciou as mesmas frequências, anunciando, então, que, entretanto, a procura levou a que resolvessem manter os voos "o ano inteiro".

"É realmente um prazer voltarmos a voar para Portugal sete anos depois. E voltamos muito mais fortes", sublinhou o diretor-geral da companhia para a Europa do Sul.

Questionado pelo objetivo de passageiros, Javier Roig disse que a meta é terem uma taxa de ocupação dos aviões de cerca de 80%.

Já sobre os destinos e origem das reservas já efetuadas, afirmou que à partida de Lisboa, via Helsínquia, o destino mais procurado é "primeiro Japão, depois a China em segundo e em terceiro Helsínquia mesmo".

Já nos voos para Lisboa, "o mercado japonês - muito importante para a Finnair" - é o que mais tem reservas tem feito com destino a Portugal.