Carvalho da Silva, ex-líder da CGTP, considera que a renegociação da dívida é hoje uma questão premente, mas que antes, Portugal tem de se dotar de um governo com crédito.

Em entrevista à rádio «Antena 1», o antigo líder da CGTP disse também que um dos maiores dramas de Portugal é ter, nesta altura, o atual presidente da república.

Na entrevista, o ex-líder da CGTP disse ainda que «esta-se a chegar a momentos de fratura» e que é «preciso que as pessoas se envolvam na política», que «estejam dispostas a sujar as mãos, que estejam dispostas até alevar porrada quando decidam vir ajudar à saída».