O governo espanhol vai construir uma mega-base de dados com as informações bancárias de todos os espanhóis, avança o jornal «El País».

O diário madrileno adianta que juízes, procuradores, polícia e serviços secretos terão direito a consultar os dados de mais de 34 milhões de contas bancárias, embora mediante controlo judicial.

O gigantesco arquivo planeado pelo Executivo de Mariano Rajoy ficará a cargo do Ministério da Economia, sendo os bancos espanhóis obrigados a enviar para lá toda a informação sobre os seus clientes.

A iniciativa do Governo de centro-direita tem como propósito o combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo, e recebeu o parecer favorável da agência espanhola de proteção de dados.

Segundo o «El País», o sistema só tem paralelo com o que se passa em França e na Alemanha, e deverá estar implementado dentro de dois anos.