A Grécia já terá pago a dívida de 448 milhões de euros ao Fundo Monetário Internacional (FMI), tal como tinha prometido o ministro grego das Finanças, Yanis Varoufakis, noticia a agência Bloomberg. O Fundo ainda não confirmou.

O pagamento de uma tranche do empréstimo acontece um dia depois do encontro entre Alexis Tsipras e Vladimir Putin. Do encontro resultou num plano de ação para dois anos, mas sem ajuda financeira concreta.

No total, o Estado grego deve pagar este mês 650 milhões de euros aos seus credores - 450 milhões de euros ao FMI e outros 200 milhões de euros relativos a juros da dívida, além de substituir 2.400 milhões de euros de títulos de dívida de curto prazo que vencem em abril. 


No fim-de-semana passado, Varoufakis deu à diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, detalhes sobre a nova lista de reformas que foi apresentada ao Grupo de Bruxelas, que reúne as instituições que formavam a troika (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e FMI) e o Mecanismo Europeu de Estabilidade. 

O Governo grego espera que a aplicação destas reformas permita um encaixe adicional de 6.100 milhões de euros este ano, no melhor dos cenários. 

Atenas desistiu do objetivo inicial de convocar um Eurogrupo extraordinário para esta semana e espera obter luz verde para o desembolso da ajuda pendente, no valor de 7.200 milhões de euros, na reunião ordinária agendada para 24 de abril na Letónia.