A gestora norte-americana BlackRock deixou de ter uma participação qualificada no capital do Banco Espírito Santo (BES), tendo reduzido a sua posição para 1,91%, informou esta quinta-feira o banco português num comunicado enviado ao supervisor do mercado.

A alienação de direitos de voto resultou de uma «transação executada fora de balcão no dia 14 de agosto», lê-se no documento disponibilizado através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Após essa venda, a BlackRock passou a deter uma percentagem total de direitos de voto no BES de 1,91%, abaixo do limiar dos 2% que correspondem a uma participação qualificada.