A entrada de turistas portugueses em Espanha alcançou as 161.098 pessoas em maio, um aumento de 21,6% em relação a um ano antes, tendo sido a nacionalidade que cresceu mais, revelou hoje o Instituto Nacional de Estatísticas espanhol.

Em termos acumulados, nos primeiros cinco meses do corrente ano, de janeiro a maio, foram 775.422 os turistas portugueses que entraram no país vizinho, um crescimento de 12,8% em relação a 2017, o que também significou o maior crescimento verificado neste período.

Segundo as estatísticas, com o movimento de turistas nas fronteiras espanholas, o número de estrangeiros que visitou Espanha em maio foi de 8,1 milhões, mais 1% do que no mesmo mês do ano passado.

Os dados acumulados dos primeiros cinco meses do ano mostram um total de 28,6 milhões de entradas e um crescimento homólogo de 2%.

Os residentes no Reino Unido foram responsáveis pelo maior número de entradas, 1.984.847, apesar de terem diminuído 3,9% em relação a maio de 2017, logo seguidos pelos residentes na Alemanha (1.169.122; -1,8%), França (1.155.138; +6,9%) e Holanda (447.869, +6,3).

Em termos acumulados, o Reino Unido continuou à frente das entradas de turistas (6.265.227; -2,3), seguido pela Alemanha (3.938.619; -2,7), França (3.920.981; +0,6) e Itália (1.455.878; +0,9).

A Comunidade Autónoma da Catalunha foi o destino principal dos turistas estrangeiros em maio, com 23,2% do número total, seguida das Ilhas Baleares (21,1%) e da Andaluzia (14,8%).