Pedro Passos Coelho trocou breves palavras com a chanceler alemã Angela Merkel, quando chegou à conferência europeia sobre fomento do emprego, que se realiza esta quarta-feira em Berlim.

Berlim acredita que Portugal vai manter reformas

De acordo com a TSF, Passos entrou na chancelaria do executivo Federal da Alemanha por volta das 14h00 (hora local) e foi recebido à chegada por Merkel.

Mas, ao contrário do que aconteceu com os restantes líderes europeus,Passos Coelho falou cerca de um minuto com a chanceler alemã, para além do cumprimento formal.

Depois chegou o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, que também parou diante de Angela Merkel para trocar algumas palavras.

Ontem, depois da demissão de Paulo Portas, o primeiro-ministro disse que não abandonava o país. Passos não se demitiu, nem aceitou o pedido do ministro dos Negócios Estrangeiros. Apesar do ambiente de crise política, Passos optou por manter a agenda como líder do Governo e embarcou para o estrangeiro.

Para Passos é essencial preservar a «credibilidade» e «confiança» internacionais do país, o que justifica a sua presença na conferência europeia sobre fomento do emprego em Berlim.