O Governo e os parceiros sociais já estão reunidos para discutir a décima segunda avaliação da troika ao Programa de Ajustamento Económico e Financeiro (PAEF) a Portugal, que termina em maio.

Governo e parceiros reúnem-se com 12ª avaliação da troika na agenda

O encontro, que decorre no Conselho Económico e Social, e que conta com a presença da ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, começou pelas 11:10, tem como ponto único a preparação, com a ministra de Estado e das Finanças, da décima segunda avaliação do programa de ajustamento.

Estão também presentes os ministros da Economia, António Pires de Lima, do Emprego e Segurança Social, Pedro Mota Soares, da Agricultura, Assunção Cristas, e o secretário de Estado Adjunto do Primeiro-Ministro, Carlos Moedas.

A reunião com as confederações sindicais e patronais ocorre na véspera da chegada a Lisboa dos técnicos da missão da troika (Fundo Monetário Internacional, Comissão Europeia e Banco Central Europeu) para a última avaliação ao programa de resgate.

A décima primeira avaliação, cuja missão em Lisboa terminou em fevereiro, foi formalmente concluída na sexta-feira, dia em que o Fundo Monetário Internacional (FMI) informou, em comunicado, que aprovou o desembolso correspondente, de cerca de 851 milhões de euros.

Com o pagamento desta tranche, o valor total do empréstimo já concedido pelo FMI a Portugal ascende a cerca de 25,68 mil milhões de euros, de um total de 26,58 mil milhões que o Fundo tinha acordado para o país. A parte financeira remanescente é garantida por Bruxelas.

Também hoje, pelas 15.00, será a vez de o Governo apresentar no parlamento, na Comissão Eventual para Acompanhamento das Medidas do Programa de Assistência Financeira a Portugal, os resultados da décima primeira avaliação da troika.

Pela mesma hora será ainda divulgada a documentação do FMI referente à décima primeira avaliação.